.eu rio em 2016?.

Ahhhh, sério que eu tenho que falar sobre isso?

Putz…

Mas todo mundo já falou desde sexta feira…

Ta…Que seja! Vamos lá:

Com um vídeo institucional bem pensado…

… o Rio de Janeiro foi escolhido para ser a sede dos jogos Olímpicos em 2016.

Bem, disso todo mundo já sabe. Na sexta feira os cariocas dançaram ao som do sambista Arlindo Cruz entre outros artistas que se apresentaram nas areias da praia de Copacabana.

No sábado os cariocas dançaram ao som do sambista Arlindo Cruz entre outros artistas que se apresentaram nas areias da praia de Copacabana.

No domingo os cariocas dançaram ao som do sambista Arlindo Cruz entre outros artistas que se apresentaram nas areias da praia de Copacabana.

Ok ok!! Acho que já deu pra entender, não é?

Passado o clima de euforia banhado pelas lágrimas emocionadas do Grande Molusco dirigente desta nação, é hora de pensar de forma prática. Caros…Até 2016, o Rio de Janeiro tem muito pra fazer. E quando digo muito, é MUITO mesmo.

A Veja desta semana (não que seja a fonte de mais credibilidade) , em suas páginas “leíveis” enfiadas entre milhares de anúncios parabenizando o Rio, trouxe um panorama do que deverá ser feito no quesito infra-estrutura nesses próximos 7 anos. O orçamento já é grandioso: 20 bilhões de reais (por enquanto. Sabemos que no final das contas, vai ser gasto bem mais) e 2.500 dias de trabalho pela frente. Dentre os destaques estão, por exemplo, a despoluição da lagoa Rodrigo de Freitas e a reforma do Maracanã (previstas para 1° e 4° trimestres de 2012 respectivamente) . Ainda está prevista a construção de centros olímpicos e da vila olímpica que abrigará os atletas. Ah sim!! O Rio já sofre com um problema de “superlotação”. A capacidade dos hoteis está bem abaixo do que se espera para 2016. Segundo o Comitê Organizador das Olimpíadas (que já começou os trabalhos descansando), mais hoteis serão construídos e está havendo uma negociação (que parece que vai afundar…perdoem a piada infame) com os transatlânticos que ancoram no Rio todos os anos. A ideia seria transformá-los em hoteis flutuantes. O iceberg dos donos de navios parece ir de encontro com essa sugestão.
A questão da segurança é o que mais preocupa os organizadores. Pra vocês terem uma ideia, o trajeto entre o aeroporto do Rio de Janeiro e a Marina da Glória (local onde serão concentradas a maioria das atividades olímpicas) requer que os atletas passem perto ou por dentro de 11 favelas.

Não é querer ser pessimista, mas acredito que o momento de YES WE CRÉU já passou. Agora é erguer os canteiros de obra e trablhar, trabalhar MUITO. Trabalhar para que no final das Olimpíadas de 2016 se ouça “O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO…” e não “QUE PAÍS É ESSE?” tendo como coro o mundo inteiro respondendo “É A PORRA DO BRASIL!!!”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s